Os Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (ou Fundos de Recebíveis) foram introduzidos no Brasil em 2001 com o objetivo de reduzir o custo de captação das empresas e promover a desintermediação financeira. A proposta é simples: transformar transações financeiras e comerciais em ativos líquidos e cedê-los diretamente ao mercado.

O que garante a transparência da operação é a participação de outros players que se dividem na administração do fundo. A ilustração abaixo demonstra o funcionamento básico.

Além de contar com um atendimento personalizado, nossos parceiros também desfrutam de custos operacionais reduzidos, não-comprometimento dos índices de liquidez no BACEN, transações digitais 100% seguras e operações customizadas.

Agende uma visita e entenda o motivo da ampla aceitação dos FIDC's no mercado.